Espicaçando o Marketing

Em tempos bicudos, de transformações e mudanças, há que espicaçar. Quem pode espicaçar? Todos e cada um que tem um mínimo de discernimento do presente e sabem que à semelhança do que aconteceu com o Titanic, não tem sentido continuar tocando na orquestra.

sábado, agosto 26, 2006

Globalização e segmentação

Não há nada mais globalizado que a própria internet.

Não há nada mais segmentado que a própria internet.

Essa lista da revista Time (mesmo para quem não lê inglês) é intrigante e instigante: The 50 Coolest Websites.

quarta-feira, agosto 16, 2006

Um olho em 2015


É o melhor dos tempos e é o pior dos tempos.

Graças a uma dica do meu amigo Rodrigo Mesquita - hoje entre outras atividades, na Peabirus - uma super comunidade que agrega academicos, executivos e pensadores ... e xeretas como este que escreve aqui.

Caminhando contra o vento - foi sua dica. Ou na tradução do link ovelha-albina-preta em cc (copia liberada para uso não comercial). Autores de Epic 2015: Robin Sloan and Matt Thompson

Pode ser um olhar despretensioso no futuro - mas é um olhar, e vem do Museum of Media History.

terça-feira, agosto 08, 2006

O despertador (sequel)

O FUTURO
Frase colhida alhures cujo autor desconheço:

"Raramente o futuro é um presente do passado."

O despertador


No filme O Feitiço do Tempo, Bill Murray faz o papel do Homem do Tempo que vai a trabalho para uma cidadezinha do interior. Fica hospedado no hotel local para acompanhar o acontecimento do ano. Será uma reportagem sobre o dia da marmota. No folclore americano, nesse dia o bichinho sinaliza como será a safra da primavera.

O despertador o acorda todo dia de manhã, no mesmo dia! Ele fica preso no tempo, naquele mesmo dia do calendário, com os mesmos acontecimentos se repetindo. Só que nosso personagem decide influir no destino, e aos poucos ele vai exercendo mudanças nos acontecimentos, transformando o sempre mesmo dia, num dia diferente.

Meu rádio-relógio toca no mesmo horário do meu filho. Só que o meu está adiantado uns 10 minutos. Quero chegar mais cedo no futuro. O que me lembra de um título de William Gibson ...

"O futuro já está aqui, apenas não está distribuido de maneira uniforme."

quarta-feira, agosto 02, 2006

Transparência


Disclosure: Sou um Chevy fan.

Na minha ordem pessoal das coisas, como já também antecipei, perco uma boa amizade (ou o objeto de desejo), mas não perco a oportunidade para estocar. Vide a confusão desta campanha aqui mesmo no Espicaçando.

Mas sou fã também do Bob Lutz. Esse cara hoje está na GM e comanda parte do show. Ele veio de uma bela carreira na Chrysler e logo que chegou em sua nova casa, para não ficar quieto, começou a blogar. Já faz um bom ano e meio, e os resultados positivos para a Companhia tem sido imensos.

Para essas iniciativas de transparência e diálogo tem que se tirar o chapéu.

Tá aí uma das razões para admirá-lo. Ou pelo menos admirar o esforço. Apesar que hoje, esse blog perdeu muito do toque pessoal - é esperar para ver como ele mesmo evolui. Por enquanto há um bom tráfego por lá, e mesmo que seus pares venham a postar, só mostra que virou um excelente canal de comunicação. Fala direto com o grande público (interno: Concessionários e Fornecedores e externo:clientes e potenciais clientes). E ouve também. Não experimentei para ver se há censura nos comentários.

Recentemente o Mr. Wagoner, atual presidente (que morou na Terrona por uns bons anos) resolveu dar umas satisfações sobre a situação geral da Empresa. Uma espécie de relatório dos dois primeiros trimestres (as informações financeiras fecham em ‘quartos’ do ano). Nada exagerado nem maquiado. E pra início da conversa recebeu 63 comentários – inclusive o André aqui do Brasil deu seu pitaco em Inglês. Aqui.

A versão é o que mais interessa nesse caso: um dos mais poderosos caras do mundo corporativo dando a cara para bater! É claro que tem muito mais para andar. Mas prova que as coisas estão mudando.