Espicaçando o Marketing

Em tempos bicudos, de transformações e mudanças, há que espicaçar. Quem pode espicaçar? Todos e cada um que tem um mínimo de discernimento do presente e sabem que à semelhança do que aconteceu com o Titanic, não tem sentido continuar tocando na orquestra.

sábado, junho 24, 2006

Tendências que se repetem


Muitas vezes achamos que somos únicos. Que a história nos aguardou, preparando-nos o ápice – este pico atual para onde culminam todos os eventos do passado, desembocando no hoje, como uma conspiração orquestrada, para nascer o presente.

Muitas vezes nos achamos – como de fato somos – meros mortais. Que nada há de novo debaixo do céu. Que a história na verdade é circular, e se repete.

O marketing despendeu muito dinheiro. Ás vezes trouxe resultado, às vezes trouxe explicações. Hoje está em baixa. Olham para ele com desdém, descrença e dez pés atrás.

E o que está em alta? As vendas, os negócios fechados, o faturamento final, os pedidos entregues e o tilintar da registradora!

Hoje, é o Comercial o mais poderoso, e não mais o Marketing. O primeiro ganha mais, tem mais prestígio e recebe mais louros. O último ... bem é o último!

Circular. Essa troca de posição é a história se repetindo. Estamos vivendo debaixo de novas tendências, e o resultado final – o bottom line, é o que mais interessa hoje. Novas no sentido de resgatadas, de trazidas para frente, de substituídas.

A pergunta que fica é: o que fica?

Ficou imagem bonita, boas amizades, perspectivas? Ou ficou a assinatura no pé do pedido, a confirmação no telefonema, o e-mail dando ok?

Hoje, senhores marqueteiros, o que as empresas querem é VENDAS!

crédito da arte: The Salesman - Acrylic and Vinyl Paint on Panel, 30cm x 38cm (12" x 15"), © 1998

4 Comments:

Blogger Fábio Adiron said...

Volney

O que as empresas sempre quiseram foram as vendas....

Mas os vendedores continuam se queixando que tem pouco apoio do Marketing !

Meus 3 clientes mais recentes me contrataram justamente para responder essa questão: como o marketing pode ajudar a empresa e vender mais e melhor ?

10:41 PM  
Blogger Volney Faustini said...

Fábio,

Também acontece dos marqueteiros se queixarem do pouco apoio de vendas ...

Mas a discussão e a transparência são bem vindas - para o bem das duas áreas e pela sobrevivência da empresa.

10:51 PM  
Blogger Lou said...

O Parreira também acha que o mais importante é vencer. Dane-se o Show.

11:00 AM  
Blogger pougy said...

Pois é! Pelo meu ponto de vista, empresas existem em função da venda, da recita gerada pela área comercial. Sem gerar receita o resultado é bancarrota.
Por usa vez, as vendas existem por causa do marketing, em seu mais amplo e abrangente conceito.
Vendas sem marketing funcionam. Mas só no curto prazo.
É essa a típica visão vendedora: fechada a venda, assinado o pedido, dinheiro em caixa, pronto! Missão cumprida. Será?
E a marca? E a satisfação do cliente? E as vendas contínuas? E a acã]o da concorrência? E a fidelizaçõ do comprador? E o pós-compra (nada de pós-venda, mudemos esse conceito. Volto a esse assunto qualquer hora).
Marketing gera vendas contínuas. Comercial trabalha vendas agora.
Um não existe sem o outro. E vice versa!
Os dois devem ser igualmente importantes. Como, de resto, cada uma das outras áreas de qualquer empresa sadia. Qualquer desequilíbrio é os vendedores de sucesso fazem, aplicam e executam o bom marketing em seus processos de venda. Muitas vezes intuitivamente.
Portanto, senhores vendedores, o que a empresa precisa para gerar mais e melhores vendas é de bom e consistente marketing. E o que o marketing precisa para ficar bonito na foto é de gerar mais e melhhores vendas.

11:34 AM  

Postar um comentário

<< Home