Espicaçando o Marketing

Em tempos bicudos, de transformações e mudanças, há que espicaçar. Quem pode espicaçar? Todos e cada um que tem um mínimo de discernimento do presente e sabem que à semelhança do que aconteceu com o Titanic, não tem sentido continuar tocando na orquestra.

terça-feira, março 28, 2006

Explicando o inexplicável


Não se trata de mais uma teoria da conspiração. Até porque ainda não houve mortes, não há uma 'agencia central' e nem tão pouco o tema é tratado como tabu. Mas à sua semelhança ou como um primo pobre, existe sim uma regra não escrita e ao que tudo indica telepaticamente combinada para não se balançar o barco.

E o que é mexer nas estruturas ou nos alicerces? O que é contestar o status quo e confrontar essa política dominante do Marketing, da Propaganda e Publicidade, da Comunicação Empresarial? O que é ser criativamente diferente num mercado monolítico? O que é buscar novas fórmulas, novas abordagens, novas estruturas, novas posições? Com certeza é ser muito mais que inovador - termo memeticamente transformado em panacéia e vazio de valor e significado.

Só há um caminho aparentemente doido para os tempos de loucuras aviárias - espicaçar o monótono monotone da mesmice.

5 Comments:

Blogger pougy said...

"não houveram mortes" é duro nénão?
Espicaçar, segundo consta no Houaiss é 1- furar muitas vezes e em muitos lugares; 2- furar repetidamente ou picar com instrumento agudo; 3- tornar aceso, vivo, desperto, atiçar; 4- inflingir mágoa, sofrimento a alguém,afligir, magoar, torturar.

Qual dessas acepções devemos adotar para expressar a missão do nosso blog? Quem decide?

11:48 AM  
Blogger Fábio Adiron said...

Quando li a definição pensei, obviamente, na acepção número 3.

A 4 está descartada, posso até falar mal de alguma coisa mas, nunca com o sentido de afligir alguém.

A 1 e a 2, do ponto de vista metafórico, não estariam descartadas a priori.

Mas o "houveram", precisa de correção sim...

Fábio

12:26 PM  
Blogger Volney Faustini said...

Eu não estou entendendo porque tanto alvoroço - não é houve? Então está aí!

5:54 PM  
Blogger Volney Faustini said...

Estou aqui na primeira postagem, aquela do houve/houveram - e fazendo um teste no comentário.
So vc clicar no "Espicaçando" sublinhado, vai entender o que aocnteceu.
E assim acontecerá com os próximos comentarios - ok?

8:20 AM  
Blogger Fábio Adiron said...

Ou ainda não acordei...ou não estou achando mesmo o sublinhado

10:21 AM  

Postar um comentário

<< Home